Cirurgia de abdômen

Com o curso natural do envelhecimento, ocorrência de gravidez e alternância no peso durante a vida, ocorre com frequência um abaulamento flácido do abdômen (a famosa barriguinha). Formada principalmente por tecido gorduroso e flacidez de pele. Constitui se em um verdadeiro problema para muitas pacientes, a medida em que esta altera a silhueta corporal.

Para a correção desta alteração pode se realizar a dermolipectomia abdominal, conhecida também como abdominoplastia para remodelar o abdômen ao retirar o excesso de tecido (pele e gordura) que se acumula abaixo do umbigo e ajustar a cinta muscular frouxa (diminuir a cintura). Não é uma cirurgia para emagrecer e sim para o remodelamento do abdômen. No caso de pacientes que além de flacidez e excesso de pele apresentam gordura localizada no abdômen, a lipoaspiração poderá ser associada a abdominoplastia para a retirada da gordura.

 

Tipo de anestesia

Geralmente a anestesia é peridural, podendo ser utilizada a anestesia geral e raramente a local.

 

Tempo de internação

Geralmente 24 horas, dependendo de recuperação a da orientação do médico.

 

Pós–operatório

O paciente fica com dreno abdominal por alguns dias, e que será retirado conforme a orientação do seu médico, tendo como referencial o volume drenado diário. O dreno serve para drenar o líquido que se forma abaixo da pele, evitando que ele se acumule (seroma), facilitando assim a cicatrização e a recuperação mais rápida.

Deve-se evitar esforços e manter-se em uma postura curvada por até 15 dias, para evitar tensão na cicatriz. Exercícios físicos devem ser evitados por no mínimo 45 dias. Deve-se usar uma cinta elástica por ao menos 30 dias, ou pelo período estipulado pelo seu médico. São indicadas sessões de ultrassom e drenagem linfática, depois de 7 dias da cirurgia, com intuito de evitar o acumulo de líquido local, facilitar a redução do edema (inchaço) e a cicatrização interna. A cicatriz costuma ficar avermelhada por alguns meses, tendendo a clarear entre 6 meses e um ano, dependendo do tipo de pele e genética do paciente.

 

Complicações

Dentre as complicações possíveis, porém infrequentes podem ser citados: hematoma, seroma, infecção, sofrimento da pele, deiscência (abertura dos pontos) e problemas anestésicos. Entretanto, quando a indicação da cirurgia é precisa, a técnica cirúrgica bem executada, os cuidados pré e pós-operatórios seguidos, as complicações são raras. Por serem as complicações mais frequentes em paciente fumantes, estes devem abster-se do cigarro por um mês antes da cirurgia, para minimizar os riscos.

 

Resultado definitivo

O resultado definitivo da dermolipectomia é atingido após 6 meses da cirurgia, período necessário para a acomodação dos tecidos e amadurecimento da cicatriz.

 

Recomendações pré-operatórias

1) Informar a equipe até dois dias antes da operação, em caso de gripe, febre ou indisposição;

2) Interna-se no hospital indicado, obedecendo ao horário previamente marcado;

3) Evitar bebidas alcoólicas ou refeições muito exageradas na véspera da cirurgia;

4) Evitar todo e qualquer medicamento para emagrecer de que eventualmente esteja fazendo uso, por um período de 14 dias antes da cirurgia. Isto inclui também os diuréticos;

5) Não fumar por, ao menos, 30 dias antes da cirurgia;

6) Manter jejum de 8 horas antes da hora marcada da cirurgia;

7) Evitar todo, e qualquer medicamento á base de ácido acetilsalicílico (AAS), ginko biloba, anti inflamatórios ou qualquer medicamentação com efeitos anticoagulante pelo menos 15 dias antes da cirurgia.

 

Recomendações pós-operatórias

1) Evitar esforços por 30 dias;

2) Não se exponha ao sol ou friagem, por um período mínimo de 8 semanas;

3) Atentar por 2 semanas a posição para dormir e deambular por 15 dias depois da cirurgia;

4) Evitar todo e qualquer medicamento à base de ácido acetil-salicílico, ou qualquer medicamentação com efeitos anticoagulante pelo menos 15 dias antes da cirurgia;

5) Alimentação normal (salvo casos especiais);

6) Usar a cinta elástica por 30 dias.

 

Quantos quilos vou emagrecer com a abdominoplastia?

Sendo uma cirurgia que retira determinada quantidade de pele e gordura, evidentemente haverá uma redução no peso corporal, que varia de acordo com o volume do abdômen de cada paciente. Não são, entretanto, os quilos retirados que definirão o resultado estético, mas sim as proporções que o abdômen manterá com o restante do tronco e os membros. Paradoxalmente, os abdomêns que apresentam melhores resultados estéticos são justamente aqueles em que se fazem as menores retiradas. Assim é que a maioria das mulheres apresentam certa flacidez do abdômen após 1 ou vários partos, com predominância de pele sobre a quantidade de gordura localizada na região. Estes casos nos permitem excelentes resultados. Em outros casos, em que o paciente está com o peso acima do normal, o resultado também será compensatório e proporcional ao restante do corpo, entretanto,vale a pena lembrar que excesso de gordura em outras regiões vizinhas do abdômen ainda existira, o que nos leva a aconselhar aquelas que assim se apresentem a prosseguir com um tratamento clínico, para equilibrar as diversas partes entre si.

 

Quando está indicada a abdominoplastia?

A abdominoplastia é indicada para o tratamento de estrias abaixo do umbigo e/ou flacidez abdominal.

 

A abdominoplastia deixa cicatriz?

Toda cirurgia plástica deixa cicatriz. A cicatriz da abdominoplastia fica localizada horizontalmente logo acima da implantação dos pelos pubianos, prolongando-se lateralmente em maior ou menor extensão, dependendo do volume do abdômen a ser corrigido (como uma cesárea ampliada).
A cicatriz fica escondida na marca do biquíni e com o amadurecimento costuma ficar pouco perceptível.

 

A abdominoplastia retira a gordura sobre a região do estômago?

Não. A abdominoplastia apenas estica a pele do estomago. Por esticar, dá a impressão de ter reduzido a gordura desta região. Nos casos de maior acúmulo de gordura, a lipoaspiração pode ser associada, reduzindo sobremaneira a gordura desta região e também de outras.

 

Depois de quanto tempo se alcança o resultado definitivo da abdominoplastia?

Como toda cirurgia plástica, o resultado definitivo ocorre depois de 6 meses, com o amadurecimento da cicatriz. Porém com dois meses a mudança já é bem evidente, o inchaço pequeno e a cicatriz forte, restando apenas o amadurecimento da cicatriz, que nesta fase geralmente está bem avermelhada e costuma clarear com o tempo.

 

É verdade que será feito um outro umbigo na abdominoplastia?

Não. O seu próprio umbigo será reinserido e, se necessário, remodelado. Como a abdominoplastia estica a pele do abdomên, o umbigo seria deslocado. Sendo assim, ele é remodelado e reinserido no local adequado, para melhor resultado estético.

 

Há perigo de complicações na abdominoplastia?

Toda cirurgia tem riscos. O risco da abdominoplastia é semelhante ao de uma cesárea. Para minimizar os riscos é importante operar com um especialista da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica e em ambiente hospitalar.

 

Qual tipo de biquíni poderei usar depois da abdominoplastia?

Isso depende muito do biotipo da paciente. Geralmente a cicatriz é colocada na marca do biquíni, permitindo manter o mesmo biquíni depois. Nos casos de biquínis muito pequenos, talvez precise trocá-lo por um mais largo para esconder a cicatriz.

 

Posso engravidar depois da abdominoplastia?

Como a cirurgia de abdominoplastia é feita para tratar a flacidez, é melhor fazê-la depois de ter todos os filhos. A realização previa de abdominoplastia não impede uma nova gravidez, porém os resultados conseguidos podem ser perdidos.

 

Qual anestesia é usada na abdominoplastia?

Na maioria dos casos a peridural.

 

Quanto tempo dura a abdominoplastia?

Em média 3 horas.

 

Qual o tempo de internação da abdominoplastia?

Geralmente 24 horas.

 

É utilizado dreno na abdominoplastia?

Sim. O dreno é usado para evitar o acumulo de líquidos sob a pele e geralmente permanece por 3 a 7 dias.

 

Depois da abdominoplastia, quando poderei tomar banho?

No dia seguinte à cirurgia.

 

Quando são retirados os pontos na abdominoplastia?

A maioria dos pontos são internos e não precisam ser retirados, pois absorvem sozinhos. Os raros pontos que precisam ser retirados são em torno de 14 dias.

 

Como é a recuperação da abdominoplastia?

O inchaço maior costuma ser maior nos primeiros 2 meses. A dor, geralmente leve, nas primeiras duas semanas é bem controlada com medicamentos. As drenagens linfáticas e ultrassom são indicadas depois de 7 dias e a cinta elástica por 30 dias.

 

É possível associar a abdominoplastia à cesárea?

Não é recomendado! No momento da cesárea a paciente encontra-se inchada e pouco acima do peso. Para um melhor resultado, a paciente deverá estar desinchada e no peso ideal, pois sobrará mais pele a ser retirada e não correrá risco de voltar a flacidez no caso de emagrecimento. Além disso, o risco de trombose a infecção é maior na associação de cirurgia ginecológica e plástica. Outro motivo para a não a associação seria o pós-operatório desconfortável para a mãe, que teria que se recuperar de uma cirurgia plástica e amamentar ao mesmo tempo.

 

É possível associar outro tipo de cirurgia plástica à abdominoplastia?

É bastante frequente a associação da abdominoplastia á lipoaspiração (lipoabdominoplastia), á mamoplastia redutora ou a de aumento. A possibilidade de associar mais de duas cirurgias plásticas deve ser sempre avaliada pelo cirurgião, o qual terá em vista a extensão destas cirurgias.

 

O que acontece com a cicatriz da cesárea?

A abdominoplastia geralmente retira a cicatriz da cesárea, ficando a paciente com uma cicatriz.

 

Sensibilidade do abdômen é alterada com a abdominoplastia?

Sim, geralmente transitoriamente. Assim como acontece na cesárea a sensibilidade abaixo do umbigo costuma ficar alterada por alguns meses. Isso se deve ao deslocamento da pele, que machuca alguns nervos. Com o tempo a sensibilidade costuma retornar gradativamente.

 

Como é a cirurgia de mini-abdômen?

A mini-abdominoplastia é uma cirurgia que retira menos pele que a abdominoplastia clássica. Como a retirada de pele é menor, a cicatriz também será. Está indicada apenas para pacientes com mínimo excesso de pele abaixo do umbigo e pouca flacidez abdominal.

 

* ATENÇÃO: Verifique se o cirurgião com o qual você pretende realizar a sua cirurgia, possui realmente formação em cirurgia plástica pelo site www.cirurgiaplastica.org.br esta é a sua melhor garantia de segurança e qualidade. 

MEMBRO DAS SOCIEDADES MÉDICAS
MEMBRO DAS SOCIEDADES MÉDICASMEMBRO DAS SOCIEDADES MÉDICAS
X